05/02/2020

Dia Nacional da Mamografia reforça a importância do diagnóstico precoce do Câncer de Mama

Há dois anos, o dia 5 de fevereiro foi instituído para conscientizar as mulheres sobre a mamografia

O câncer de mama está entre as principais causas de morte entre as mulheres no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Para ampliar a conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer, foi instituído, em 2013, o Dia Nacional da Mamografia – comemorado em 5 de fevereiro.

A data foi instituída para incentivar as mulheres a realizarem o exame como forma de rastreamento ou em caso de alteração palpável. A mamografia é um exame de Raio-X direcionado para as mamas que deve ser realizado anualmente a partir dos 40 anos, conforme recomendação da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e do Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR).

O exame pode ser indicado pelo médico para mulheres mais jovens quando houver histórico familiar significativo, síndromes genéticas que aumentem o risco de câncer ou quando houver sintomas suspeitos.

O principal objetivo da mamografia é rastrear o câncer de mama – ela é capaz de detectar nódulos antes de eles serem palpáveis no autoexame, alguns com menos de 1,0 cm, permitindo um diagnóstico precoce. Os tumores em estágio inicial são tratáveis com abordagens cirúrgicas menos agressivas e têm alta chance de cura.

A mamografia indica que há anormalidade na mama, mas para obter a confirmação do diagnóstico, é necessária a realização de uma biópsia na qual é identificado se o tumor é maligno ou benigno.

A recomendação é que a mulher, antes do exame, não use desodorante, talco ou hidratante na região próxima às mamas, porque esses produtos podem interferir na captura da imagem e prejudicar o resultado final do exame. Recomenda-se, também, que a paciente use duas peças de roupa para facilitar na exposição do seio na hora da mamografia.

No exame, a mulher retira a parte de cima da roupa e o seio é colocado entre as duas placas do mamógrafo o qual emite Raios X para produzir as imagens. Não há recomendações para o pós-exame, já que a mulher pode ir para casa normalmente. Em alguns casos – como em mamas densas – o médico pode solicitar a ultrassonografia das mamas para complementar a mamografia.

Galeria de fotos

Mais Notícias