29/09/2020

Mamografia de rastreamento é oferecida a pacientes do SUS pela Diagnose

Em parceria com a Prefeitura de Maceió, durante a campanha Maceió Rosa

Mais uma vez, a Diagnose irá disponibilizar mamografia de rastreamento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O serviço é resultado da parceria com a Prefeitura de Maceió, a fim de ampliar o acesso ao exame.

Para marcar o exame, é preciso ter idade entre 50 e 69 anos, buscar uma Unidade Básica de Saúde de Maceió, estar com a guia específica para mamografia (prescrita por um médico ou enfermeiro) e, no dia agendado, ter em mãos o cartão do SUS e um documento oficial com foto.

“Mais uma vez a Diagnose abraçou a campanha Maceió Rosa e, pelo terceiro ano consecutivo, abriu suas portas para receber os pacientes do SUS dentro da faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde.”, relembrou a diretora executiva Júlia Nolasco. ‘’A novidade este ano é que a campanha irá se prolongar até o mês de novembro”, completou.

A Doença


O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que este ano serão notificados mais de 66 mil novos casos, sendo que aproximadamente 25% não resistirão à doença, entretanto cerca de 30% dos casos, conforme o INCA, podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como prática de atividade física, consumo de alimentos saudáveis, manutenção do peso corporal, eliminação do tabagismo e amamentação, além de evitar o consumo de bebidas alcóolicas e o uso de hormônios sintéticos, por exemplo, anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal.

“Quando a enfermidade é descoberta nas fases iniciais, a possibilidade de tratamentos menos agressivos e com taxas de sucesso são mais satisfatórias. Desse modo, a recomendação é que todas as pessoas, principalmente mulheres, independentemente da idade, estejam em dia com as suas consultas e exames médicos”, argumentou a radiologista com foco em mama, Luciana França.

O Exame


“A mamografia é uma radiografia das mamas feita por um equipamento de raios X chamado mamógrafo, capaz de identificar alterações suspeitas de câncer antes do surgimento dos sintomas, ou seja, antes que seja palpada qualquer alteração nas mamas. Mulheres com risco elevado de câncer de mama devem conversar com seu médico para avaliar o risco e definir a melhor conduta a ser adotada”, concluiu a radiologista.

Mais Notícias