23/10/2020

Diagnose agenda 165 mamografias durante Dia D da Campanha Maceió Rosa

No dia do exame será necessário apresentar documento oficial com foto, cartão SUS e guia de encaminhamento

O cuidado é mesmo transformador. Nesta sexta-feira (23), a Diagnose esteve no Calçadão do Comércio, no Dia D da Campanha Maceió Rosa, e agendou 165 mamografias de rastreamento, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), em mulheres com idades entre 50 e 69 anos, faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde.

“A ação foi um sucesso. Um grande público esteve no evento e pôde, além de marcar o exame, ter acesso a serviços de saúde, como aferição de pressão arterial e teste de glicemia; além de receber esclarecimentos sobre a doença. Foi um momento gratificante para todos nós, que nos dedicamos diariamente na promoção da saúde e valorização da vida”, avaliou a diretora executiva Júlia Nolasco.

A assessora especial de Políticas Sociais da Prefeitura de Maceió, Marina Toledo, acredita que, mesmo em um formato diferente, por conta da pandemia da COVID-19, a campanha conseguiu índices positivos de adesão.

“Em 2020, a gente conseguiu fazer um trabalho mais voltado para a mamografia e mesmo com a queda no número de mulheres que realizaram o exame, por conta da pandemia, avaliamos de maneira bastante positiva as ações que vem sendo realizadas”, pontuou.

Todas as mulheres agendadas deverão comparecer à Unidade indicada, conforme o dia e horário acordado, munidas de: documento oficial com foto, cartão SUS e guia de encaminhamento prescrito pelo profissional de saúde. Também é obrigatório o uso de máscara para acesso à clínica de diagnósticos.

“A conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico contribui diretamente com a diminuição de óbitos, bem como com as sequelas e com os sofrimentos durante o tratamento. Quanto mais precoce iniciar o tratamento contra câncer de mama, maiores as chances de cura”, acrescentou a enfermeira Maria Luiza Regueira.

A campanha Maceió Rosa foi instituída em 2014, pela Prefeitura de Maceió, no objetivo de falar sobre a relevância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Em 2020, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que mais de 66 mil cidadãos brasileiros sejam diagnosticados com a doença, podendo ser fatal em quase 18 mil casos.

Galeria de fotos

Mais Notícias